soneca do seu filho

Desde recém nascidos até boa parte da primeira infância, a soneca está sempre presente. No início diversas vezes ao dia e com o passar do tempo reduzida a três, duas e então uma soneca ao dia.

Sendo algo que faz parte da rotina de todos e envolve o desenvolvimento da criança, muitas dúvidas acabam surgindo. Principalmente quando falamos sobre tirar a soneca. Aquele grande desafio ao lidar com as emoções e cansaço da criança, sem saber ainda se é o momento certo.

Por isso ao longo deste artigo iremos tirar algumas dessas dúvidas, explicando um pouco mais sobre o sono infantil, sua duração e os sinais de que está na hora de acabar. Tudo isso através das seguintes perguntas:

  • Qual a importância das sonecas?
  • Quantas sonecas os bebês tem?
  • Quando diminuir para uma soneca?
  • Qual é o horário comum para as crianças?
  • Quais são os sinais para o fim das sonecas?
  • Como fazer a transição até ficar sem dormir?

Vamos começar? Primeiro é sempre bom entender a importância do sono infantil…

Qual a importância das sonecas?

O sono é um fator essencial para o bom desenvolvimento de todos, isso durante a vida toda: desde a infância até a vida adulta mesmo. É importantíssimo que a família entenda seus efeitos e busque a melhor rotina possível dentro de casa.

E isso não é um conto popular, é informação científica mesmo…

É durante a noite que acontece a liberação do GH, hormônio responsável pelo crescimento e fortalecimento muscular. A falta de sono poderá afetar a liberação desse hormônio e causar efeitos a curto e longo prazo, como a obesidade infantil por exemplo. 

Além disso também é durante o sono que nós assimilamos todas as informações do dia. É a noite que o nosso cérebro realiza as conexões, fixando o aprendizado. 

Na infância são absorvidas milhares de informações a cada dia. Sabores, sons, palavras, cores, ações… Por isso as sonecas são tão importantes quando estamos falando dos pequenos.

A quantidade e o tempo das sonecas variam muito de acordo com a idade, então é essencial que você descubra em que momento seu filho está e garanta uma boa rotina de sono. Assim a criança irá ter maior equilíbrio de suas emoções, o crescimento adequado e o desenvolvimento intelectual esperado.

Agora que você já entendeu o quão importante as sonecas são, vamos ver qual o tempo certo para os recém chegados na família?

Quantas sonecas os bebês tem?

Com os recém-nascidos é muito difícil prever como será a rotina de sono e seus horários. Afinal eles chegam a dormir entre 16 e 17 horas por dia. Não há nem mesmo uma diferenciação do dia para a noite.

Já por volta dos 4 meses de vida os bebês começam a entrar em uma rotina de sono. É basicamente um ciclo que se repete a cada três horas: dormir, trocar fralda, mamar, brincar e dormir de novo…

Normalmente nessa idade até uns 6 meses o bebê fica nessa rotina, suas sonecas variando entre 30 minutos e 2 horas. Assim tanto o bebê tem o descanso necessário para seu desenvolvimento quanto os papais conseguem se organizar, descansar e fazer suas próprias coisas. 

Entre os 6 e 9 meses o bebê normalmente está dormindo em torno de 3 vezes durante o dia, duas sonecas mais longas e uma rápida. Com uma duração média de 30 minutinhos mesmo.

Chegando entre os 18 meses até 2 anos de idade, essas três sonecas irão acabar diminuindo para apenas duas. Uma pela manhã e uma pela tarde. A transição é bem tranquila e natural, de acordo com o que o próprio bebê está demonstrando.

Ok, agora quando eu vou saber se essas duas sonecas devem diminuir para apenas uma?

Quando diminuir de duas para uma soneca?

Não existe uma regra certa com a data ou a idade que a criança irá sair de duas sonecas ao dia e ir para duas. Como explicamos acima essa mudança vai entre os 18 meses até os 2 anos de idade / 24 meses. É um período muito longo para se basear e por isso será necessário observar seu bebê com muita atenção.

Cada criança é diferente e também se desenvolve em um tempo diferente. Por isso não adianta querer que seu filho siga determinada rotina ou deixar que ele escolha. É preciso analisar em que fase o seu pequeno está e o quanto o seu corpo precisa de descanso para se desenvolver. 

Por isso neste tópico iremos lhe mostrar três pontos importantes sobre quando diminuir a soneca do seu filho de duas para apenas uma ao dia. Vamos ver os sinais de que ainda precisa de duas sonecas,  os sinais de que a criança está pronta para diminuir e como realizar essa transição.

Preste atenção em cada um dos sinais..

Quando as duas sonecas ainda são necessárias

Existem alguns fatores que você pode observar no seu filho para analisar se é ou não a hora de diminuir a quantidade de sonecas. Ainda respeitando a necessidade de descanso e desenvolvimento do seu pequeno.

A primeira coisa é a idade: antes dos 12 meses não há a menor chance de diminuir para apenas uma soneca ao dia. Já a partir dos 18 meses até os 24 depende das reações do seu filho.

Um exemplo de quando o seu filho ainda precisa da soneca é quando ele brinca, não quer dormir, reclama e resiste mas acaba caindo no sono igual por uma hora ou até mais tempo.

Ou quando é um momento de transição, mudanças que mexem com o emocional da criança. Como começar a ir para escola/creche, ter um novo irmão ou estar saindo das fraldas. São fatores que até podem alterar os horários de sono, mas não tiram a necessidade da soneca do seu filho.

Se a criança pega no sono quando vocês estão andando de carro, fica irritada quando não dorme ou tira duas longas sonecas sempre, ela ainda precisa dessa rotina de sono. Sem ter a necessidade de diminuir no momento, até que apareçam sinais que indiquem o contrário.

Quais sinais que irão me mostrar quando tirar a soneca?

Quando é hora de tirar uma das sonecas

É bem simples de notar quando é a hora de tirar uma das sonecas, você sem dúvida irá notar isso. Tudo é de acordo com a criança e suas atitudes, quando ela começar a ter atitudes como as listadas abaixo, é hora de tirar uma das sonecas:

  • Dorme tranquila em uma das sonecas, mas para a outra briga, resiste e se transforma em um grande estresse para ambas as partes;
  • Dorme nas duas sonecas a maioria das vezes, mas em uma delas fica irritada e dorme pouco ou às vezes nem dorme;
  • Passeia de carro pela manhã sem pegar no sono como costumava anteriormente;
  • A criança não dorme em uma das sonecas e continua tranquila, com bastante energia e bem humorada.

Seu filho está demonstrando os sinais acima? Então vamos dar uma olhadinha em como realizar a transição de duas para uma soneca ao dia!

Dicas de como realizar essa transição

Mudanças na rotina do sono não acontecem de um dia para o outro e sim de maneira gradual. Assim a criança consegue se adaptar com facilidade, sem grandes emoções no processo. Vai ser comum que durante essa transição varie entre os dias que a criança dorme uma ou duas sonecas. De acordo com os sentimentos e necessidades do seu pequeno.

Por isso nessa fase é importante estar sempre de olho na criança, em suas atitudes e humores. Se você observar que a criança está cansada, com sono, é hora de colocá-la para dormir. Você também pode manter as duas sonecas, mas não obrigar o seu pequeno a dormir, apenas ter um momento de silêncio e calmaria.

Uma boa opção para essa transição de duas para uma soneca ao dia é ir deixando a soneca da manhã para mais tarde, até que só a soneca da tarde seja necessária. Caso a soneca seja feita muito mais cedo, é importante ir dormir mais cedo a noite também. Pois a criança poderá ficar muito cansada e ter toda aquela montanha russa de emoções que nós já conhecemos.

Quer saber como isso funciona para os nossos maiorzinhos? O quanto as crianças um pouquinho mais velhas dormem? Dê uma espiada abaixo:

Qual é o horário comum para as crianças?

 Entre os 3 e 5 anos de idade entramos da fase de tirar ou não a soneca por completo. Só que antes de tomar essa decisão é preciso entender que o recomendado de sono para essa faixa-etária é entre 10 e 13 horas ao dia, divididos entre soneca e o sono noturno.

Os horários variam muito de criança para criança, algumas dormem uma hora a tarde, outras duas e outras até três. E isso também acaba definindo o tempo de sono a noite.

Não existe uma regra específica, mas o comum é que as crianças tirem a soneca até no máximo umas 14 horas, para que não afete o sono noturno. Além disso, sempre dormir o suficiente, já que diversas partes do desenvolvimento dependem disso. E assim como com os adultos, até o humor e comportamento é afetado com a falta de sono.

E como eu sei se é o momento para tirar completamente a soneca do meu filho?

Quais são os sinais para o fim das sonecas?

É comum que ao chegar aos 3 anos a criança comece a recusar o sono da tarde. No entanto, muitas vezes isso se deve apenas a questões comportamentais. O querer explorar, brincar e aproveitar mais. Por isso é preciso diferenciar entre a fase comportamental de recusa a soneca e a fase de tirar. 

A melhor forma de realizar essa diferenciação é, como já dito neste artigo, observar os sinais que a criança está lhe passando. Alguns dos principais sinais de que é hora de tirar a soneca do seu filho são os seguintes:

  • Quando o seu pequeno passa a ficar entre 10 e 12 horas acordado sem alterações de humor e cansaço excessivo;
  • Quando a criança dorme na parte da tarde e acaba tendo muita dificuldade para dormir a noite;
  • Quando os horários de sono noturno passarem a se alterar muito. Como acordar mais cedo, dormir mais tarde ou mesmo os dois;
  • Quando a criança não tem mais sono durante o horário usual de soneca. Ela acaba levando mais de 40 minutos para pegar no sono, muda de comportamento ou humor sem outros motivos.

Seu pequenino está nessa fase? Veja agora como realizar essa transição para não tirar mais sonecas durante o dia…

Como fazer a transição até ficar sem dormir?

Momentos de transição são extremamente delicados na infância. É preciso que eles ocorram de uma maneira sútil, respeitando a sensibilidade da criança. Qualquer mudança que aconteça de forma muito brusca poderá causar situações de desequilíbrio emocional ou mau comportamento.

As crianças ainda estão aprendendo a lidar com o mundo e suas próprias emoções, por isso devemos ser tão cuidados com a forma que colocamos nossas decisões para as crianças.

Há alguns meios que podem deixar essa transição mais natural, nada de outro mundo mas que pode fazer total diferença no processo. Como por exemplo as seguintes atitudes:

  • Não obrigar a criança a dormir durante o dia, mas deixar caso ela peça por isso;
  • Gradualmente diminuir o tempo das sonecas ou mesmo ter apenas um tempinho deitada, sem dormir;
  • Introduzir uma atividade calma no lugar da soneca, um momento do silêncio. Assim a criança ainda consegue ter um tempo de descanso e relaxamento, sem que afete o seu sono;
  • Intercalar dias com soneca e dias sem, até que pare por completo;
  • Dormir mais cedo para que a criança não chegue a exaustão a noite. No início pode ser em torno das 17 horas e ir gradualmente deixando para mais tarde, conforme a criança se acostumar a ficar sem dormir;
  • Tendo muita paciência e sempre dialogando sobre o que a criança está sentindo físico e mentalmente.

 Conclusão

Para nada nessa vida há uma fórmula mágica. É preciso de muita calma, diálogo e mais que tudo: paciência. O sono é algo que afeta diretamente o dia da criança, o hoje, e ao mesmo tempo o futuro. O desenvolvimento dela em um longo período de tempo. Ter uma rotina de sono saudável é essencial para que a criança cresça e desenvolva-se intelectualmente. 

No entanto não é preciso se estressar e ficar extremamente preocupada se o seu filho tiver uma rotina de sono um pouquinho diferente do que a das pessoas que você conhece. Cada criança é diferente, então observe a sua e descubra se está dentro do recomendado cientificamente. Se não estiver, vá gradualmente alterando a rotina e deixando de uma maneira mais positiva para o seu pequeno.

Gostou do conteúdo? Dê uma lida em nossos outros artigos:

4 Dicas de Como Criar uma Rotina com seu Bebê

Entenda as birras dos 2 anos e saiba o que fazer!

10 Dicas para lidar com a chegada do novo irmão!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *