Ser mãe é uma tarefa que exige constante aprendizado. Cada dia é uma nova fase, um novo desafio e muitas tomadas de decisões.

Baita cargo de liderança, não é mesmo?

Uma dessas etapas que gera bastante dúvidas durante a maternidade é quando introduzir a mamadeira. Se é algo positivo para o bebê, como saber se está mesmo na hora, quais são os tipos disponíveis no mercado e como escolher a certa entre meio a tantas opções.

Enquanto você tenta descobrir as respostas para tudo isso, ainda irá escutar a família inteira dando opiniões diferentes sobre o que é melhor para o seu pequeno. Nós sabemos que todo mundo quer ajudar, mas se tratando do bem estar do seu bem mais precioso é importantíssimo estudar e buscar as informações por si mesma, não é?

Avent, Mam, Nuk, Lilo, Chuca e quantas mais você já viu por aí? Cada uma tem a sua singularidade, por isso é importante entender bem do assunto! 

Para te ajudar a fazer a escolha certa preparamos esse conteúdo bem completo que irá tirar todas as suas dúvidas sobre as mamadeiras:

  • Como saber se chegou a hora?
  • Quais são os principais tipos de mamadeiras?
  • Diferenciais da mamadeira Avent
  • E se comparar a mamadeira Avent e Mam?
  • Experiências reais – reviews 
  • Cuidados ao introduzir a mamadeira
  • A hora de substituir a mamadeira

Está com o papel e caneta na mão? Então vamos começar…

Como saber se chegou a hora

Nós mulheres sabemos como a amamentação é um momento único entre a mãe e o bebê. Além disso o leite materno é essencial para o crescimento de uma criança saudável. Só que em algum momento essa transição é necessária e está tudo bem!

Durante a maternidade os dois principais motivos para introduzir a mamadeira são o trabalho e a saúde do bebê.

Normalmente para a volta do trabalho você precisa passar o dia inteiro fora de casa, o que dificulta muito para a amamentação. Não são todas que tem a opção de ficar em casa ou mesmo flexibilidade de horários para ir até o pequeno.

Outro motivo é a própria nutrição do bebê, apesar da amamentação ser o mais indicado não é sempre o suficiente. Aí a importância de estar sempre levando seu filho ao médico, checando peso, altura e todos esses fatores essenciais.

Segundo a doutora Kerry Jeevanthan, também conhecida como Doctomum, você também precisa prestar atenção na idade do bebê! Muito cedo o bebê pode acabar ficando confuso e não aceitando mais a amamentação. E esperando demais pode acabar sendo resistente a mamadeira.

O ideal é que essa transição seja feita entre 2 e 8 semanas de vida do seu filho.

Você já passou por esse processo de decisão e agora está tentando entender as possibilidades? Então vem comigo para as informações mais práticas!

Quais são os principais tipos de mamadeiras?

Assim como tudo, os produtos relacionados a maternidade mudaram muito com o passar do tempo. Hoje conseguimos encontrar vários tipos de mamadeiras além do tradicional. Você pode fazer sua escolha de acordo com o material, o tipo de bico da mamadeira ou mesmo a idade do seu bebê.

Vamos entender um pouco de cada uma dessas variações?

Materiais da mamadeira

Hoje temos duas opções de materiais: vidro ou plástico. As duas são aceitas aqui no Brasil, no entanto há fatores importantes para serem considerados:

A mamadeira de vidro é de uma qualidade consideravelmente maior. É mais resistente, não fica com cheiro, você pode colocar água quente e outros produtos para a higienização. E essa é uma questão muito importante quando estamos falando de bebês!

Com a possibilidade de usar água quente e produtos para remover completamente germes e bactérias da mamadeira, você está cuidando da saúde do seu pequeno.

Só que com todos esses benefícios da mamadeira de vidro, vem um contra: o preço. O que é compreensível levando em conta que irá durar muito mais que um modelo de plástico.

Já a de plástico não é tão fácil de limpar e pode acabar ficando com cheiro ao passar do tempo. No entanto tem outros benefícios: não quebra tão facilmente, caindo algumas vezes no chão vai estar tudo bem. O plástico também é muito mais leve que o vidro, o que facilita bastante se você precisa se locomover com o bebê. 

Um ponto crítico da mamadeira de plástico é a presença de BPA (bisfenol-A), uma substância que deixa o plástico duro e resistente. Porém, essa substância é liberado com o calor, o que pode acabar afetando a saúde do seu filho.

Há opções de mamadeiras de plástico sem essa substância, como a mamadeira Avent. Então é essencial conferir se a mamadeira contém ou não BPA antes de comprar. 

Tipos de bico

Os bicos das mamadeiras são feitos com dois materiais diferentes: silicone e latéx.

Os bicos de látex são bastante utilizados, é mais parecido com a mama da mãe e tem um material flexível. É recomendado para aqueles bebês que tem mais dificuldade para mamar. No entanto, a grande desvantagem do látex é que fica inchada e pegajosa, com uma durabilidade muito pequena. 

Além disso, mesmo após a esterilização, é comum o bico de látex ainda ter um gosto do material. O que pode acabar resultando na rejeição do mesmo.

Agora os bicos de silicone evitam completamente esse problema: incolor, sem cheiro e sem sabor. É muito mais resistente que o látex, podendo ser melhor higienizado e mantendo uma durabilidade maior. 

Além de ser de silicone ou látex o bico ainda pode ter variações de acordo com o fluxo de leite…

Idade do bebê

A idade do bebê pode definir as características da mamadeira ideal para o seu filho em dois fatores: o bico e a garrafa. 

Uma das principais mamadeiras do mercado hoje, a avent, possui 5 opções diferentes de bicos de acordo com o fluxo de leite e a idade do bebê. Vamos dar uma olhada nas opções de bico para a mamadeira avent?

  • 0 meses ou mais: Bico de silicone extra macio – Possui apenas um furo para a saída de leite, sendo pouco fluxo de leito o ideal para o neném recém nascido;
  • 1 mês ou mais: Bico de silicone extra macio – Possui dois furos no bico, com um fluxo lento. É ideal para amamentar bebês de todas as idades;
  • 3 meses ou mais: Bico de silicone macio – Possui três furos para a saída de leite, proporcionando um fluxo médio;
  • 3 meses ou mais: Bico de silicone com fluxo variável de acordo com a posição do bico em encontro ao nariz do bebê. É ideal para líquidos mais espessos;
  • 6 meses ou mais: Bico de silicone macio – Oferece um fluxo de leite muito mais rápido, através de três furos no bico.

Ter o bico com o fluxo certo pode ser muito útil, evitando dar leite demais e o bebê acabar engasgando ou menos e o seu filho ficar frustrado.

Quando falamos da mamadeira em si, o recipiente, o que também pode variar é o tamanho. Para um bebê recém nascido ou até 6 meses de vida, o melhor são as mamadeiras de 120 ml e 240 ml. Quando o seu filho já estiver maior, mais próximo dos 12 meses, uma mamadeira de 330ml pode ser a melhor opção.

Já comentamos aqui no artigo sobre a mamadeira avent e suas variações de bico. O que é um dos pontos que atrai tanta atenção. Mas ainda há outros motivos para ser uma das mais populares. Quer saber o por quê?

Diferenciais da mamadeira Avent

A marca Avent possui dois modelos de mamadeiras na linha de frente de suas vendas: Classic e Pétala. Sempre tem gente falando sobre essas opções na internet e não é à toa: as duas são de boa qualidade, com benefícios consideráveis. 

Vamos aos fatos… 

Linha Classic

A mamadeira da linha Classic Avent, é como o próprio nome descreve: clássica. O bico é aquele modelo tradicional que já conhecemos, o que não diminui em nada a qualidade do produto.

A mamadeira Avent Classic possui os 5 diferentes bicos que comentamos aqui, o que facilita muito na alimentação do bebê. Pode ser usada inclusive para líquidos espessos, como vitaminas, mucilon e outros suplementos comuns.

Além disso ainda podemos ressaltar o seguinte sobre a mamadeira Avent Classic:

  • Possui um sistema exclusivo que reduz cólica e desconforto do bebê;
  • O ritmo é de acordo com a sucção do neném;
  • É compatível com aquecedores de mamadeiras;
  • É fácil de segurar, com um formato ergonômico;
  • Todas as versões da Avent são isentas de bisfenol;
  • Fácil de higienizar;
  • Compatível com a linha Philips Avent.

Linha Pétala

A linha de mamadeiras Avent Pétala, ou Natural em inglês, contém todos os benefícios que você encontra na linha de mamadeiras Avent Classic!

Possui o sistema exclusivo de saída de ar que diminui a cólica do bebê, a diferenciação de fluxos e o formato largo e ergonômico. Além da facilidade para limpar e aquela durabilidade já falada por aqui.

Mas então qual é a diferença?

A mamadeira Pétala é uma inovação entre os produtos de maternidade. Foi desenvolvida com uma tecnologia para deixar a amamentação através da mamadeira o mais natural possível, sem que o bebê passe a rejeitar o peito da mãe.

Então o bico tem um formato especial, de um jeitinho que lembra muito mais o seio da mãe. Tanto na questão de aparência quanto na sucção! Proporciona maciez e flexibilidade no bico e firmeza no recipiente. Facilitando tanto para o bebê quanto para quem está alimentando-o.

O ponto negativo da versão mamadeira Avent Pétala é que o bico não é compatível com as outras mamadeiras do modelo, só pode ser usada com o container/garrafa dessa versão.

E se comparar a mamadeira Avent e Mam?

A Mam também possui dois modelos diferentes de mamadeiras no mercado. Alguns de seus benefícios são bem parecidos com o que vemos na mamadeira Avent, mas ainda conta com um grande diferencial.

Os modelos da marca são Mam Easy Start e Mam Easy active. Veja mais sobre cada uma abaixo:

Mamadeira MAM Easy Start

O modelo Easy Start contém um sistema anti cólica e de bicos bem parecido com o da mamadeira Avent. São 5 modelos que podem ser utilizados em qualquer mamadeira da marca, diferente da Avent Pétala, que não encaixa nas outras mamadeiras.

Os tipos de bico da Mam Easy Start são os seguintes:

  • Fluxo lento – a partir de 0 meses;
  • Fluxo médio – a partir de 2 meses;
  • Fluxo rápido –  a partir de 4 meses;
  • Bico Anti-vazamento – fluxo rápido – a partir de 4 meses;
  • Bico X – fluxo extra rápido – líquidos espessos – para bebês a partir de 6 meses.

O grande diferencial da mamadeira Mam para a Avent é a esterilização. Você consegue realizar a esterilização da mamadeira no microondas, sem a necessidade de um esterilizador.

A mamadeira Mam tem uma base removível, a qual você usa para o processo de esterilização. Você só precisa desmontar a mamadeira, colocar 20ml de água e colocar no microondas por 3 minutos. 

Mamadeira MAM Easy Active

A mamadeira Easy Active é voltada para os bebês mais maiorzinhos. Tem a capacidade de 270 ml e é ergonômica, deixando mais fácil para o bebê segurar.

Esse modelo da Mam vem com uma tampa protetora antivazamento e uma escala que pode te ajudar a medir fórmulas, leite ou vitaminas.

Seu bico é simétrico de silicone ultra macio e como as outras, livre de Bisphenol.

Quer saber o que outras mamães pensam sobre a mamadeira Avent e Mam? Dá uma olhada no nosso próximo tópico!

Experiências reais – Reviews

Pesquisando na internet você encontra dezenas de relatos sobre as mamadeiras que comentamos aqui. Separamos algumas bem legais para você, se quiser pode até mesmo ler mais direto da fonte!

“Meu filho tem 9 meses e infelizmente mamou no peito somente por 13 dias. Desde então utilizo as mamadeiras Airflex – Avent Philips e só tenho elogios. Adoro!”

“Gente eh o seguinte. Nem sempre é possível dar o peito somente. Tentei muito isso com minha Mariana e ela chorava de fome. Tive que usar complemento. Comprei a First Bottle da MAM e foi perfeita pra ela. Eu sempre oferecia o peito primeiro..não desisti de dar o peito. Comecei com a fluxo lento e fiquei só no bico 02 pois, ele se aproximava ao fluxo de leite do peito. Minha filha ainda mama hj e está com três anos. Tem uma saúde de ferro e o desmame é gradual. Pra minha situação ela realmente ajudou..eu recomendo muito o aleitamento materno exclusivo..mas isso nem sempre é possível para todas as mães. Então se utilizar de ferramentas que auxiliem no processo não nos torna mães piores, apenas mães possíveis naquele momento de adversidade e somos tudo que nossos filhos precisam. Não desistam..vale a pena!”

Comentários de mamães no post do Mil Dicas de mãe

“Gosto da MAM, porque além do sistema anti cólicas, pode ir trocando o bico conforme for alterando o fluxo. Mas o que mais gosto dela é que da para esterilizar no microondas sem precisar comprar nenhum esterilizador, ela desmonta toda e é só colocar um pouco de água dentro dela”

“Uso as duas, mas meu filho prefere a Msm, ela não gosta do bico pétala da Avent, mas ambas são maravilhosas. A da Mam uso aquela anti cólica que Desmonta toda, eu amo.”

“Usamos aqui a Pétala da Avent. Cheguei a comprar a da Mam primeiro, mas fiz um experimento para ver a vazão do leite e optei pela da Avent. Enchi uma mamadeira da Mam pequena e outra da Avent de mesmo volume, ambas com bico para recém-nascido, e virei de cabeça para baixo. A da Mam goteja muito mais rápido. Então optei pelo bico da Avent, pois assim achei que meu bebê teria mais dificuldade para sugar e não largava o peito. Ele não teve problema de aceitação e até hoje, aos 3 meses, concilia peito e mamadeira. Espero que continue assim.”

Comentários das mamães na discussão “Mamadeira, Avent Pétala ou MAM?”

Cuidados ao introduzir a mamadeira

A introdução da mamadeira é algo que assusta muito as mamães de plantão, principalmente as de primeira viagem. É o medo do bebê não aceitar, o medo de quebrar os laços da amamentação e aquela culpa que muitas mulheres carregam.

Só que muitas pessoas não levam em consideração outros fatores para essa transição. O que inclusive pode ajudar a manter a amamentação no peito mesmo depois de estar usando a mamadeira.

Primeiro você precisa pensar no porquê está fazendo isso, quais que são as suas necessidades por trás. Depois você reflete em como fazer esse processo da melhor maneira possível, sem se sentir culpada ou vendo o seu bebezinho sofrer.

Aqui compilamos algumas dicas bem simples que podem te ajudar:

Ofereça depois de amamentar

Oferecer a mamadeira depois de amamentar é uma boa opção para os seus primeiros passos. Assim o seu filho pode ir aos pouquinhos se familiarizando com o objeto, sem necessariamente precisar mamar. Diminuindo o choque e rejeição quando você realmente precisar.

Horário para a mamadeira

Timing é tudo nessa vida. Tentar forçar a mamadeira em um momento em que o seu pequeno não está 100% pode ser extremamente estressante. A rotina é algo essencial para qualquer criança e isso inclui no comecinho da vida também. Escolher um momento do dia que o neném esteja tranquilo, bem humorado, limpo e confortável pode ajudar muito na transição.

Outra pessoa alimentando-o

A amamentação é um laço incrível entre o bebê e a mãe, o que pode acabar dificultando muito a introdução da mamadeira. O bebê consegue sentir o cheiro e até mesmo os seios da mamãe contra o corpo, consequentemente ele irá querer o peito ao invés do recipiente.

Converse com o pai, a avó ou com quem quer que esteja ajudando na criação do pequeno. Tente transformar o mamar através da mamadeira em um momento deles, com a mãe fora de vista.

Posição do bebê

A posição do bebê para mamar no peito e para a mamadeira não são as mesmas! Deitando o bebê com a mamadeira pode ser muito difícil, além do perigo de se engasgar com o leite.

A melhor posição para que o seu filho mame na mamadeira é sentado ou em uma diagonal, evitando ao máximo deitar!

Escolha a mamadeira certa

Faça a sua escolha através de pesquisas e testes, prezando pelo que se encaixa melhor para o seu filho. O único ponto essencial para qualquer que seja a sua escolha é a aprovação do Inmetro, garantindo a segurança e saúde do seu pequenino. 

E como saber se chegou a hora de comprar uma mamadeira nova?

A hora de substituir a mamadeira

Não tem muito segredo para a hora de trocar a mamadeira do seu filho. Se estiver com cheiro, com marcas ou mesmo danificada, você precisa trocar! O leite é muito propício para bactérias, então você deve evitar ao máximo um produto que não esteja 100% e a higienização não esteja mais sendo o suficiente.

Conclusão

Não existe uma mamadeira perfeita, aquela que é a certa para todas as crianças e ponto final. A certa para você e seu filho irá depender das suas necessidades, do valor que você tem disponível e da aceitação do bebê.

É sempre importante ter paciência e ir testando diferentes opções, o seu bebê pode rejeitar uma e aceitar outra com uma variação mínima. 

Então com calma e cuidado, você pode ficar tranquila que irá encontrar a mamadeira mais adequada para o seu pequeno!

Você já testou algum dos modelos que mostramos aqui? Conte a sua experiência nos comentários, iremos adorar saber mais!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *